quarta-feira, 15 de dezembro de 2021

Sobre a vida...

 

Até parece que só nos encontramos no silêncio da dor, na paz do amor, na dialética com a natureza, ao voltarmos aos braços de Deus...

Porque, também parece, a vida é uma incessante busca, uma insatisfação por ela ser tão vasta, enigmática, inalcançável, íngreme, atabalhoada, ora muito pura, ora muito escura, sem nexo e...

É indubitável, não só parece, é preciso estar-se ao lado, do lado, de um grande amor para o desfrute máximo do tanto que, paradoxalmente, a vida tem de melhor, do seu lado melhor, para oferecer, dar, amar.

Porque a vida é uma dor seguida de um prazer, dor, prazer, dor, prazer. Assim como luz, escuridão, luz, escuridão... dia, noite, dia, noite...

E vive melhor quem sabe açoitar a vida, esganá-la sem piedade, torcê-la e deixá-la ao avesso, e dizer-lhe assim: quem manda aqui? Isso quando ela se arvora a violar a obra do Criador, oprimir, castrar, tolher, anular como se fosse nada...

Hei, para, para, para, Diria o Criador, à vida! A vida é um projeto sublime e divino, feito do amor maior. E a missão, por essas passagens, é ser feliz!

(jose valdir pereira)




Nenhum comentário: