quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

De repente o mar, um motivo para lembrar...



De repente o mar, um motivo para lembrar,
do meu Ceará, dos amigos de lá...
Lembrar da minha Fortaleza, bela e brejeira,
um encanto, um encantar...
espreitar o navio chegar,
trazendo gente do lado de lá...
e seu apito a dizer, viva o Ceará.
Jangadas, jangadeiros, terra, sol, luz e mar,
praias, sorrisos alegres, gente hilária,
só felicidade e um motivo pra lembrar.
Que terra boa é assim, como o meu Ceará?
Água de coco, peixe de raro sabor,
brisa soprando os cabelos do meu amor,
um pôr de sol de esmerado esplendor,
água verde esmeralda no horizonte,
e a beleza da água turquesa azul em outra hora, outra cor...
No Ceará tem disso sim, encantamento,
velas ao vento e palmeiras avoaçadas,
de dia e noite adentro, uma bela canção,
para te amar, no mar. nas areias do mar,
meu amor, no meu Ceará.

- Jose Valdir pereira –




Nenhum comentário: