quinta-feira, 9 de dezembro de 2021

Como se fossem as flores a nos afagar...

 




 

De esperar que o mundo reaja com delicadezas às suas atitudes, trate-o como se estivesse lidando com as flores.
O mundo, às vezes, não tem o preparo, disposição para ser delicado e gentil.
Ainda mais esse que vivemos, todo cheio de atribulações, corre, corre, um leão por dia, poucos sorrisos, exagerada escassez de tempo, dinheiro e de paciência.
Até o sorriso está de sentido dúbio. Às vezes, se sorrimos, dá a entender que desejamos algo além de um olhar gentil e educado. É um simples cumprimento, na medida do coração pacífico e divinal, mas já pensam que é outra coisa...
Prepararmo-nos para reações adversas às diversas atitudes gentis e amáveis que imprimimos hoje em dia, é o melhor a fazermos para que não nos decepcionemos com as pessoas que estão ao nosso derredor.
Que nos acostumemos com as urtigas e tiriricas que vemos pela aí, mas nunca nos deixemos de vê-las e senti-las como se fossem flores a nos afagar.


- jose valdir pereira –



Ver-te assim, minha verde e pura, não só de deslumbramento, fazes me sentir plenamente tua.

Nenhum comentário: