sábado, 6 de novembro de 2021

Das sutilezas...

Deves ver a sutileza da rosa no reflexo do afago do orvalho, 

para poder entender a mensagem que exprimem os sinais que chegam a ti; 

deves ver o despertar dos teus olhos numa manhã primaveril e, em meio, ouvir o canto dos pássaros tomados pelo encanto da natureza, no teu entorno, para poder compreender os desejos que suscitas;

Há uma ternura inigualável nesse teu jeito de falar, responder e fazer, e, mesmo assim, te pões a querer fazer-te de imperceptível, se tão bela e nobre.

Olhe pelo caminho por onde caminhas, nos olhos à quem quem olha, no elã das palavras que soam nos teus ouvidos e vais notar que és notada, amar por ser amada e sentir-se alegre e viver a alegria de ser feliz.


(jose valdir pereira)



Nenhum comentário: