terça-feira, 23 de novembro de 2021

O certo é fazer amor com quem amamos e por quem somos amados

 

"São diversas as formas de amarmos e sermos amados; 
ser gentil é um gesto de amor; assim como ser compreensivo e bom;
dar um pouco de si, sorrir, cumprimentar, dizer "olá", também são formas de amar;
olhar com os olhos cheios de amor, de amizade, de interação, de carinho.

desculpar-se, por exemplo, quando nem mesmo é preciso, é ser iluminado, enaltecer-se, e exemplificar o valor da humildade e da convivência na paz e na concórdia;

falar baixinho, com gestos e acenos de carinho. Quem não consegue ouvir, entender e dizer com as mesmas palavras, sem dizer uma palavra?

E existe maneira mais dócil, tenra e meiga, de se dizer "eu te amo", fazer o outro sentir-se amado, e seu coração pulsar de alegria, de felicidade, nesse pequeno gesto de amor?
 
São diversas as formas de pregarmos o amor, de dizermos nossa prece de amor, de amarmos uns aos outros como Deus, nos ama.

Cultive, ame, dê uma flor.
Faça amor também assim 
Isso é, também, amor!

P.s.: Às vezes, não somos capazes de amar como Jesus nos amou e, nos descontrolamos e elevamos a voz com nosso interlocutor...Ainda bem que só às vezes. Mas é que, do outro lado, as pessoas não querem nos ouvir. Então, pensamos que, elevando a voz, conseguimos nosso intento de sermos ouvidos. Mas não é bom agirmos assim. Temos que nos corrigir desse erro.

(jose valdir pereira)


                                  Pintura: The Good Book by Gladys Roldan-de-Moras

Nenhum comentário: