sábado, 8 de janeiro de 2022

Sobe um pouco teu olhar acanhado


Ah, que coisa tola, rapaz!

Só existem porque, quem desejaria tomar seus lugares?

Então, se tornam reis dessa pobreza e dessas futilidades...

É o resultado de estar a serviço de tantos que pedem tão pouco...

Este é o problema da falta de referencial, do conhecimento de outros pecados e

prazeres da vida...

Assim, sirvo-me, de forma besta, da mesquinhez dos pequenos varões de Plutarco...

E eles, com a vossa alforria de débeis mentais, porque reconhecem esses delinquentes

da cultura advindo do resto da sobra rejeitada, são pobres celebridades no vosso

meio...

Aí, em conseqüência, vós sois paupérrimos subalternos declarados desses perversos

senhores feudais da cultura alienada e alienante...

Não pode haver pobreza cultural maior do que a riqueza de quem não tem

precedente, raiz, antecedentes nas artes...

E eu sei, rapaz, de um lugar onde podeis encontrar farta e soberba linhagem

gabola...Sobe um pouco teu olhar acanhado e não te assustes com as trevas do

horizonte, não muito longe daqui...

(josé valdir pereira)




Nenhum comentário: