terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Às vezes

 

 

Às vezes, o salto não é grande, a coragem é que é pequena.

Tem vez que a gente quer e não tenta; e, aí, não consegue o intento que estava à mão.

 

Outra, a gente faz por fazer e nada nos altera...

Por isso, saber decidir é preciso. Aprender a não ter dúvidas nos passos e nas passadas... a dar o pulo do gato...a seguir a luz certa, a voz que realmente toca o coração...

Que, desde cedo, ensinemos às crianças o valor do alimento da alma e do coração, e o lugar para encontrá-lo e, também, para fazer sua semeadura.

Ser capaz de discernir entre o bem e o mal, o certo e o errado, o bom e o mau...e que o amor existe, mas precisa ser despertado...e, quando despertado, cuidado, zelado, regado até que floresça e seja para sempre...

Se chegam à juventude com os ensinamentos suficientes para uma boa sobrevivência, não lhes torturarão os caminhos que percorrerão até os áureos anos da decrepitude inevitável...

 

(jose valdir pereira)

 

Nenhum comentário: