sábado, 1 de janeiro de 2022

Se você passar por mim

 
Ao passar por mim, se você disser “olá!”, bom dia, ou boa tarde, ou boa
noite, conforme for, vou pensar que você é uma pessoa educada, e vou lhe
sorrir, dizer, também bom dia..., e dizer em voz baixa, só pra eu escutar:
que pessoa amável! Deve estar feliz, tudo dando certo; é uma pessoa
amada e, com certeza, amando alguém pra valer. Mas, se por outro lado,
você passar por mim, e baixar o rosto, seguir em frente, sem dizer nada,
vou pensar que você, ou está encucada (o) com alguma coisa, reflexiva (o)
sobre a vida, em um dia daqueles, ou mal educada (o) mesmo, mal amada
(o) ou sem um bem!

Se você, ao passar por mim, der um sorriso, cumprimentar-me desse jeito,
ou do jeito que for, um aceno, um olá!, não tenha receio, não vou pensar
que você está interessada (o), etc e tal. Vou me dizer, em voz baixa, só pra
eu escutar: nossa que pessoa elegante, educada e gentil...

E então, você vai dizer olá!, sorrir pra mim, dizer qualquer coisa só pra eu
começar a crer que o mundo está mudando, que as pessoas estão mais
humanas e abrindo o coração para atitudes gentis, educadas, e começando
a admitir que somos uma grande família? Ou devo pensar mesmo que você
ou está encucada (o), reflexiva (o) sobre a vida, em um dia daqueles, ou
mal educada (o) mesmo, mal amada (o) ou sem um bem?

(jose valdir pereira)

Nenhum comentário: