quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Que busca...

 

Que busca a aurora no cio do amanhecer?

E a flor no afago desmedido do beija-flor?

E a lua, na imensidão do céu, numa noite de esplendor?

E o amante à merce do nudez da mulher amada?

E a criança na pureza do gesto de degustar um pirulito?

E o noivo na espera, no altar, da mais bela e desejada mulher da sua vida?

E a virgem, na noite de nupcia desapontada com a queda do império dos sentidos do

amante?

E a educação nos braços da ignorância?

E a gratidão nos braços de um mau caráter?

Um amor inocente nas garras de um malandro conquistador e cafageste?

Dilúvio? Torre de Babel? Apocalipse? Armagedom? Holocausto? Paraíso? Céu?

(josé valdir pereira)


Gardênia

Nenhum comentário: