quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Se hoje fosse seu último dia aqui na terra

 

 

E, então, se hoje fosse seu último dia de vida aqui na terra, como viveria essas últimas horas?
Será que o tempo seria suficiente para que você pudesse realizar todos os seus desejos?
Perdoar àqueles que não lhe pouparam escárnio, sorrir para quem quis um sorriso seu, abraçar àqueles que lhe deram a entender que gostariam de um abraços?

Distribuiria flores? Daria presentes? Seria mais agradecido a Deus e à toda gente que está no seu coração, e não só?


O que não poderia deixar de fazer, de forma alguma?


Diria, enfim, que ama a quem sempre amou e nunca demonstrou, entoaria preces de amor e de louvor ao Criador, cheias de gestos de gratidão pela vida até então desfrutada e, sem lamentos, diria que crê em Deus Pai, todo poderoso, criador do céu e da terra e em Jesus Cristo, Seu filho?


Faria as pazes com quem esteve sempre apartado, se redimiria das faltas porventura cometidas?
E então, se hoje fosse seu último dia de vida aqui na terra?


Teria tempo para beijar sua mãe, seu pai, sua companheira, ou seu companheiro, filhos, irmãos e a família ao seu alcance?


Que teria para os amigos de fé, esses irmãos camaradas? Um bilhetinho pra cada um, dizendo que os ama e que foram importantes em sua vida?


Amaria mais os animais, trataria melhor o verde, as águas e o ar da terra?


Veria de como se houve com a fé, com a esperança e com o amor?

Pois é. Se hoje fosse o seu último dia de vida aqui na terra, o que faria?


No meu caso, creio que igualmente a você, o tempo seria insuficiente para tudo que eu gostaria de fazer. Por isso, penso, ainda há tempo. Tempo para amar, para ter fé, para ser amado e para viver melhor, à luz dos ensinamentos dos livros sagrados e de acordo com os ensinamentos dos povos de Deus.

- jose valdir pereira –

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário