terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

A vida é tua. Eu sou o semeador. Tu és a semente. O terreno é fértil. Seja e dê o melhor de ti.

 


Tornei-te semente e deixo-te em terreno fértil e sagrado para que floresças e setas tu a ti mesmo, rei do teu destino, dono da tua vida e seguidor dos teus sonhos, da tua luz.


Não me cobres, mais tarde, algo que não me diz respeito, desde o dia em que foste gerado. Não foste gerado para depender, para não ser. Tu foste gerado para ser brilhante, bem-sucedido, amado e amar, principalmente, a ti e a todas as coisas criadas pelo Criador.


Não terás o pão de cada dia na tua mesa, se não o produzires, tu mesmo, no dia a dia de tua vida, e nem terás alegria no teu coração, se não deres a ti motivos para ser feliz e agradecido.


É na aurora da vida que colhemos os melhores raios da sabedoria que reluzem do Senhor para a mente que deseja os ensinamentos dos livros sagrados. Não desperdice o tempo das manhãs e nem te apartes do esplendor da noite, onde podes confabular com os astros e com os outros habitantes do firmamento, onde os pensamentos da bondade e do amor são construídos.


Não te afastes jamais das flores, das águas e do vento que leva vida de planta em planta, polinizando, florestando a terra e plantando a esperança nos corações que amam a humanidade.


Dá a ti mesmo primeiro o que de bom darias para outrem; seja primeiro teu senhor e teu rei, impondo a ti primeiro as regras e as leis que, porventura, desejes que os outros as sigam. Experimenta em ti primeiro. Se sentires que é bom, dê-as aos teus pares.


Não te envenenes com as palavras, nem com os gestos obscenos, nem com os acenos afeitos às atribulações da alma. O que é bom, teus olhos virão, porque tu já terás, ao longo da tua caminhada, adquirido a sabedoria suficiente para separar o joio do trigo.


Nunca deixes de lembrar daqueles que te geraram. Do Deus que te criou e de toda Sua benignidade. Tu és e serás porque germinaste sob as bênçãos do Pai Celestial, sob a ternura da Virgem Maria e pela guarda dos anjos do Senhor.


Gratidão, meu filho. Ela arrefece os tombos, Fortalece o amor e nos protege do mal e da maldade dos homens que vivem no mundo das almas desgarradas da luz divina.

- jose valdir pereira –    



Nenhum comentário:

Postar um comentário