o poeta

o poeta
o poeta e sua mamãe

sábado, 10 de dezembro de 2011

Dos teus delicados gestos...







Teus delicados gestos afagam meu coração... 
Tua ternura dá-me sentido à existência... 
só me faltam sentir teus beijos...
mas já os imagino... 
a doçura... 
sinto! 

(jose valdir pereira)








Nenhum comentário:

Postar um comentário