amor

amor
Do amor divino. Do amor poético. Quando estamos guiados pelo amor de Deus, tudo encerra muita alegria e muita paz!

terça-feira, 20 de outubro de 2020

As palavras mais bonitas da língua portuguesa

 

1. Gratidão

A palavra gratidão indica a contemplação e reconhecimento de algo bom ou da atuação favorável de alguém em nossas vidas.

  • Não tenho palavras para expressar a gratidão que sinto!
  • Sinto uma profunda gratidão pela minha família.

2. Esperança

A palavra esperança indica uma expectativa ou espera otimista, recheada de fé e confiança.

  • Tenho muita esperança num futuro melhor!
  • A esperança é a última a morrer!

3. Fé

A palavra fé indica uma crença incondicional em algo ou em alguém, como em Deus, nas capacidades das pessoas, na força da bondade,...

  • A minha fé é inabalável!
  • Tenha fé, tudo se resolverá!

4. Liberdade

A palavra liberdade se refere ao direito de sermos autônomos e independentes, de vivermos conforme a nossa própria vontade.

  • Aproveite sua liberdade e viva feliz!
  • Sua liberdade termina onde a liberdade dos outros começa.

5. Perdão

A palavra perdão se refere à remissão de uma culpa ou pecado, sendo uma ação libertadora tanto para a pessoa que concede o perdão, como para a pessoa que é desculpada.

  • Peço perdão por tudo o que aconteceu.
  • Não guarde rancor, conceda o perdão.

6. Respeito

A palavra respeito indica um sentimento de consideração e cortesia, que promove atitudes gentis e corteses.

  • Sinto um profundo respeito por todas as formas de vida.
  • Nosso mundo precisa de mais respeito e tolerância.

7. Amor

A palavra amor indica a capacidade de sentir um grande afeto por outra pessoa, com consequente apego, devoção e cuidado.

  • Não há nada que o amor não resolva.
  • É imensurável o amor que eu sinto por você.

8. Paz

A palavra paz se refere a um estado pleno de tranquilidade e união, sem qualquer tipo de conflito ou desavença.

  • Apenas desejo viver num mundo em paz.
  • Foram concluídas as negociações de paz entre os dois países em guerra.

9. Luz

A palavra luz indica aquilo que ilumina e esclarece o espírito, dotando-o de inteligência, visibilidade e clareza de ideias.

  • Que haja sempre luz no seu caminho.
  • A luz dos teus olhos são o meu eterno farol.

10. Viver

A palavra viver se refere ao ato de estar com vida, de ter uma existência.

  • Viver esta vida com você é tudo o que eu quero.
  • Após viver tão plenamente, a morte já não me assusta.

11. Felicidade

A palavra felicidade se refere a um sentimento de total alegria e satisfação.

  • Estou transbordando de felicidade!
  • Que haja sempre muita felicidade na tua vida!

12. Plenitude

A palavra plenitude indica o ato de estar pleno e completo, no grau máximo de ser inteiro.

  • Não procuro a perfeição, procuro a plenitude.
  • Na plenitude da tua companhia, sou feliz todos os dias.

13. Reciprocidade

A palavra reciprocidade indica uma ação recíproca e mútua, em que há bilateralidade e correspondência entre duas pessoas ou duas partes.

  • A reciprocidade de sentimentos é essencial no amor e na amizade.
  • Havendo reciprocidade, a gentileza certamente irá gerar gentileza.

14. Amanhecer

A palavra amanhecer indica o raiar de um novo dia, o surgir de novas possibilidades, simbolizando um constante recomeço.

  • Aprecie o esplendor do amanhecer do dia.
  • Não se preocupe, amanhã haverá um novo amanhecer.

15. Autenticidade

A palavra autenticidade se refere à característica daquilo que é verdadeiro, natural e legítimo.

  • Nada mais encantador que a autenticidade das suas atitudes.
  • Procuro apenas relações verdadeiras, onde haja autenticidade.

16. Arte

A palavra arte se refere à capacidade criadora do ser humano, de aplicação e reinvenção do conhecimento que possui de uma forma artística e bela.

  • Acho magnífica a arte deste pintor, a forma como retrata a realidade.
  • A forma como os bailarinos movimentam seus corpos é pura arte.

17. Sonho

A palavra sonho indica as fantasias e os desejos que as pessoas têm, servindo de inspiração para a vida,

  • Desejo que todos os seus sonhos se realizem, porque você merece tudo!
  • Se são os sonhos que comandam a vida, quero sonhar infinitamente.

18. Sorriso

A palavra sorriso se refere a muito mais do que uma expressão facial. Indica amabilidade, simpatia e alegria, transmitindo bons sentimentos para quem o vê.

  • Um sorriso verdadeiro deixa qualquer rosto mais bonito.
  • Às vezes, tudo o que precisamos é de um sorriso.

19. Equilíbrio

A palavra equilíbrio se refere a estabilidade, harmonia e coerência. Duas forças proporcionais e constantes.

  • Para uma relação funcionar, é muito importante haver equilíbrio.
  • Tenha o equilíbrio necessário para balancear o útil e o fútil.

20. União

A palavra união se refere não só a uma relação afetiva muito próxima, como também à harmonia e encontro de ideias.

  • A união sempre fez e sempre fará a força!
  • A nossa união é tão intensa que supera qualquer desavença.

21. Gentileza

A palavra gentileza indica a característica de quem é gentil e amável, com nobreza no coração.

  • Quem é que ainda não entendeu que gentileza gera gentileza?
  • Sem gentileza não pode haver um desenvolvimento pleno da sociedade.

22. Carinho

A palavra carinho indica um sentimento de afeto e a manifestação física desse sentimento de apreço e cuidado.

  • Depois do carinho que recebeu da mãe, tudo melhorou.
  • É com o coração transbordando de carinho que me despeço de vocês!

23. Sentir

A palavra sentir se refere ao ato de ter sentimentos e sensações, percebendo direta ou indiretamente a realidade envolvente.

  • Quem me dera conseguir sentir o que você sente.
  • Para entender o que estou dizendo, você terá de sentir minhas palavras.

24. Verdade

A palavra verdade se refere ao que é real e verdadeiro, também ao que é autêntico e sincero, sem qualquer tipo de falsidade e enganos.

  • Apenas peço uma coisa: a verdade!
  • Não há história mais bonita do que a verdade.

25. Honestidade

A palavra honestidade indica a qualidade de quem é honesto e íntegro. Havendo honestidade, há sinceridade, respeito e lealdade.

  • Apenas peço que nossa relação se baseie na honestidade.
  • A honestidade é um dever, não uma virtude.

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.



A pureza é...



A pureza é uma manifestação de uma alma singela e de um coração cândido. 
De uma alma pura e de um coração amoroso.

É pela sutileza dos gestos que se identifica uma alma pura e um coração amoroso.

Uma pessoa agente da pureza, é facilmente percebida pela beleza do olhar 
e pelo seu porte angelical e divino.

A veneração que temos pelas flores, ainda mais pela rosa, é devido a esses predicados que encontramos nelas: pureza, divindade e natureza angelical.

-  jose valdir pereira - 




 


 

O amor requer, para subsistir das adversidades do dia a dia, o saber do exercício da arte de amar.

          Amor escondido, amor disfarçado, amor não correspondido, amor pouco, pouco amor, amor muito, amor distante, amor triste. Essas são algumas formas de amor. Mas tem uma que é, indiscutivelmente, uma das piores. O amor indelicado, aquele que não é sensível, não entende das suscetibilidades do amor e nem o vê com a devida atenção e grandeza que se lhe apresenta, em suas atitudes, manifestações, jeitos e gestos.

       Um amor que se expressa através de uma flor ofertada, de um poema dedicado à pessoa amada, inspirado no amor que sente por ela (ele), e que vê sua manifestação amorosa ignorada, percebe-se, pode-se dizer, que esse amor que age assim, depois de tanto galanteio e amabilidade da pessoa amante, é um amor insensível, daqueles que agem como se estivessem jogando a flor ou o poema escrito na lixeira.

       Amores insensíveis? Amores sem vivê-lo à luz do romantismo? Amores dispersos, desligados e frios e frígidos?

       Já deixei escrito aqui neste Blog que só amar a pessoa amada não é o suficiente. É preciso saber amar. Há quem não saiba o que é amar, quando não sabe amar. por isso, quem ama alguém deve buscar conhecer um pouco sobre esse belo sentimento chamado de amor, para vivê-lo intensamente com o seu parceiro. Amar alguém não é só dizer que ama, dar beijinho e abraços. Amar alguém é viver  o amor que tem por esse alguém 24 h por dia. Se no trabalho, na primeira possibilidade, enviar-lhe uma mensagem, uma flor virtual, manifestar-se ligado na pessoa amada. Ao chegar em casa, não esquecer de levar alguma manifestação do seu amor pelo bem querer, quer seja uma flor, um chocolate, uma revista, algo que fará o outro feliz e alegre.

        Antes de dormir, um boa noite, desejar um bom sono, um beijo, mesma atitude ao amanhecer, são manifestações de gentilezas e de amor.

           Há momentos em que aparece uma crise, devido à divergências de opiniões ou de valores, nesses casos o melhor é não discutir, não sustentar sua verdade. Se um ou outro estiver com a verdade, o tempo mostrará. Isso é melhor do que uma discussão, porque, de discussão em discussão, às vezes banais, o amor é ferido, maltratado e atingido.

          O amor por ser é tolerante, paciente e calmo, precisa ser vivenciado na paz e no equilíbrio moral, cognitivo, afetivo e maturo de quem o exercita, ainda mais com a pessoa amada, com os seres que são amados, aí incluindo a pessoa que deve amar a si.

          Valorizar bastante as manifestações, mesmo as mais singelas e simples, das pessoas que nos amam é algo sagrado para que o amor subsista a qualquer crise, seja duradouro e consistente. Enxergar os detalhes em que o amor do outro por nós é manifestado, valorizá-lo aos extremos é uma inteligente e sábia atitude.

      Não esquecer de datas importantes, tipo aniversário, primeiro encontro, primeira vez no amor, como aconteceu, em que ocasião, como foi marcante...Não esquecer de ofertar pequenas lembrancinhas para caracterizar o amor e a admiração em qualquer circunstância ou instante...Não esquecer de, de quando em vez, dizer "eu te amo", e manter-se constante na relação, repetindo sempre aos mesmos gestos e atitudes com os quais conquistou a pessoa amada. A esposa, a namorada, uma filha, um amigo, um vizinho, um pet, quem quer que seja,,,A constância é a alma do amor.

       Já disse hoje ao seu amor, que o ama? Já lhe deu alguma lembrancinha, mesmo que tenha sido uma mensagem matinal? Já beijou a testa de seu (sua) filho (a), dizendo que a (o) ama?

          Então, isso é como cuidar da sua plantinha para que ela não feneça. O amor é uma conquista e levamos muito tempo, investimos muito para conquistá-lo. Por isso, para não desperdiçarmos o que conquistamos, precisamos cultivar, cultuar, cuidar da nossa conquista, do nosso amor.

          É isso:

        O amor requer, para subsistir das adversidades do dia a dia, o saber do exercício da arte de amar.

- jose valdir pereira - 





segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Assim, é ela...


Ela quando desperta ainda sem a luz da manhã,
sob os efeitos do meu carinho e tomada pelos beijos de amor.


 

Sobre a amizade

 

"A amizade não pode ser movida pelo interesse, pela conveniência ou pela precisão; a arte de fazer amigos é cultivada dentro do coração, e quem jamais voltou-se para seu coração e fez a semeadura da amizade, não saberá nunca ser amigo. E, cedo ou tarde, a suposta amizade sucumbirá ante a aridez do coração avaro." 

(jose valdir pereira)




domingo, 18 de outubro de 2020

sábado, 17 de outubro de 2020

Ama a quem te ama...

 

"Ame a quem te ama como se houvesse uma aposta 
para ver quem ama mais!"


- jose valdir pereira - 




Olhai os lírios do campo...

 

Narra-nos o Evangelho que Jesus, convidando seus discípulos a confiarem na Providência, deixou-nos estas palavras tão profundas quanto poéticas:

“Olhai os lírios do campo, não trabalham nem fiam. Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles.”

Deus vestiu os lírios com maior pompa do que o próprio Rei Salomão, com que carinho não cuidará daqueles que confiam nEle?




As rosas






               





 

O que me encontras a pensar...

 O que me encontras a pensar:

"Deus deu ao homem, Sua criatura, alma, coração e corpo, 
mas foi na alma que Ele quis ser refletido e no coração Sua morada."

"Posso não ser bem amado, mas nunca deixarei de amar bem!"

"Não é preciso só amar; é preciso saber amar!"

"Não quero minha liberdade para ser livre de ti, mas para ser somente teu!"

"Encontrei minha liberdade quando te conheci. Ensinaste-me a ser livre no amor que me dás!"

"Agora enxergo melhor, porque tudo que vejo é com os olhos do coração!"

"Não se pode trocar uma vida todo, mesmo que cheia de bons e maus momentos, por alguns instantes de felicidade. É como se trocar o prazer que o amor dar à vida inteira, pelo prazer que se pode ter  nos braços de alguém, uma ou outra vez!"

"Quem não aprende com as lições do passado, não pode ter um bom presente."

"Só se deve lembrar do passado para que não possa ser repetido no presente."

- jose valdir pereira - 




Seu sonho lhe revela seus desejos




Quando a possuía em minhas mãos,
entregava ao seu corpo como quem entrega uma flor,
sentia estremecer sua alma pudica e seus lábios se molhavam,
suas mãos transpiravam e seus olhos se enchiam de paz 
e se desligavam da luz da noite.

Já dentro do seu corpo, toda vencida pelo desejo do coração, 
chega-lhe uma mensagem da mente,
para que, sem limites e restrições, se abra completamente, 
ao sagrado momento de amor no seu templo, onde
guarda sua alma, em outros tempos, para a divina oração, mesmo que se sinta esmaecida, encontre energias para ir até o fim, 
até que se possa ouvir o gripo dos amantes, 
no leito da celeste moradia do amor.

Seu sonho lhe revela seus desejos,
quando se vê pelas mãos do amor ser levada,
à sofreguidão da paixão que lhe tomava,
àqueles pensamentos de antanho, angelicalmente se entregava. 

- jose valdir pereira -


Alphonse de LamartineYolande de kort Photography


sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Do meu encantamento...

 O que realmente me encanta são as sutilezas...

Da folha ao vento deixando que a leve sem se importar pra onde,

Da flor que sozinha sai de uma mão à outra, levando um universo de amor e de ternura,

Dos raios do sol que se mostram no outro lado pela fresta da janela, como se não fosse possível impedi-lo de penetrar no âmago do lado esquecido,

Do beijo macio e discreto, apenas no toque dos lábios, brandos e entumescidos pelos desejos aparentes,

Dos pingos do orvalho que se grudam nas pétalas das flores ou na epiderme das folhas, como quem usufruiu uma noite de amor e, ainda sem os raios do sol do dia, está esmaecido no corpo da sua amada, cheio de uma doce preguiça, mas, querendo mais, esperando que a energia do amor o levante,

Do gozo silencioso que arrebata a amada amante no instante em que ela estremece suas entranhas pelo toque avassalador do prazer que lhe penetra nas profundezas de sua alma,

Da oração do fiel que pela fé alcança seu Deus e sua prece é atendida, inesperadamente, ao cair da noite ou ao amanhecer do dia, quando a esperança não é desfeita e a ajuda, tarda mas chega,

Do sorriso, manifestação da alma e do coração, que movimenta o corpo, a mente, e a vida se mostra refeita pela força da alegria que emerge da natureza viva que existe no sangue e na carne do ser empoderado,

Da imagem de Deus a sorrir, o que é raro, pela felicidade que vê na sua criatura por estar sabendo conviver com os bens da natureza e com a fé que carrega no coração, sem que precise de provas para louvar sua fé no seu Deus,

Do momento do abraço, do perdão, da conquista, do amor, da entrega, do beijo de amor, do abraço entre os amigos, do desejo de boa sorte para quem parte e do desejo de boas-vindas para quem chega,

O que realmente me encanta são as sutilezas...

Do pôr do sol ao entardecer do dia, da revoada de um bando de andorinhas, cortando o céu e, aqui e acolá, desviando-se das árvores para depois povoá-las quando sucumbem  ao sono da noite,

Do perfume das flores que foram nomeadas por Deus para perfumar a terra e poupá-la do aroma que teria com as queimadas, com a putrefação deixada pela renovação da vida, pela mão do homem e pela renovação natural dos seres animados e inanimados,

Do olhar sutil e discreto, que leva uma mensagem de amor e de admiração aos olhos de quem vê os detalhes, pelo endeusamento do momentos,

(...)

Das mãos que se tocam, uma levando a outra para o amor, para a alegria da vida,

Da paciência de Deus com suas criaturas, que os perdoa todos os dias, que os mostra a luz a seguir, mas que pela contumácia que lhes são bem aceitas à revelia do Seu Deus, repetem sempre as mesmas desobediências e desconsideração...

O que realmente me encanta são as sutilezas...

- jose valdir pereira - 







quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Encontrar-se com Deus...




"Encontrar-se com Deus, é admirar a beleza e a pureza 
que têm Suas criaturas.

Deus é um manifesto.

Da pureza, da paz, da benignidade
da beleza, do amor!"

- jose valdir pereira - 


 

Não se prenda ao passado...

 "Não se prenda ao passado. 

Ele já fez de você o que tinha que fazer.

Segure-se no presente e viva-o como se não tivesse futuro!"

- jose valdir pereira - 



Não verás amanhã...

 

“Não verás amanhã se não começares a construí-lo hoje.”

Santo Agostinho



quarta-feira, 14 de outubro de 2020

O amor e as flores, as labaredas e as veredas da minha vida...

 

"O AMOR E AS FLORES, AS LABAREDAS E AS VEREDAS DA MINHA VIDA 

 E tudo por ti, mulher, a mais nobre obra divina, o esplendor que do coração de Deus floresceu!


"...E então, meu amor, deixa que, pelo menos, te beije através dos versos, com os quais digo do meu amor por ti, até que a noite descubra, revele, minha vontade incontrolável de te amar e não seja mais segredo, nem nos meus olhos, que vão te olhar, te amar, escandalosamente...

Vou te guardar para mim, mesmo nesta distância, meu lamento, até que seja possível afagar tuas mãos, beijar teus lábios e sentir teu corpo tocar o meu...E que não seja só versos, palavras e desejos ao vento...Pede meu coração que seja verdade o que dizes e, por isso, suplica que eu te ame sempre!

...E como e porque, meu doce amor, ir embora de ti, que tanto quero perto de mim? E o que nos deixa sutilmente com as mãos ainda não tão próximo da felicidade, é a distância que nos separa, porque não hesitaria em roubar um beijo teu! Com certeza seria o meu melhor atrevimento e o meu maior prazer. E como te quero... e porque tão longe estás, amor?

...Guardarei esse momento, a ti, principalmente, e tudo que veio de ti, até teus pensamentos, os mesmos meus, que nos fizeram percorrer o caminho do amor, mãos dadas, olhos nos olhos, beijos e sussurros ardentes, enquanto seguimos em direção ao infinito, porque não é desejo nosso que termine... E porque não estás perto de mim, beijo-te, tão-somente!"

(josé valdir pereira)






 

Amar ou ser amado...

Alguns nascem para amar, outros para serem amados; poucos tem o privilégio de amar... E o que é melhor, amar ou ser amado? Sem dúvidas, é amar. Amar faz bem, rejuvenesce o coração e quem desfruta deste amoroso sentimento, está mais próximo da felicidade dos deuses. Quem verdadeiramente ama, sente a beleza e o perfume das flores e o quão é formidável o sorriso de uma criança, o azul que descortina o céu e o verde das águas claras do mar, que inebriam os corações.

 Quem ama, vive! O sabor da vida se lhe apresenta com mais grandeza, pureza e genuinidade; desvela a bela mulher no puro aconchego do coração e da alma e escorre por seu corpo a vontade intermitente de possuí-la por inteiro. Sabe aproveitar todas as sutilezas da vida, na menor expressão que denota existir; dos pingos d´água que caem quando da copiosa chuva, à luz de uma estrela cadente que risca o céu.

 Quem ama é mais viril, pueril, dócil, feliz, alegre e amigo, um amigo amor, amável e amante. E quem é amado, o que é? Só isso: amado! E ainda, às vezes duvida! Quem ama, tem convicção e tudo em si, se manifesta, por vezes, escandalosamente.

Quem ama está sempre feliz, porque tem a doce convicção que ama. O amado, às vezes, pela possibilidade de ter dúvida de que é amado, nesses instantes, não é feliz.

josé valdir pereira







As rosas


 

A queima de incenso na Missa

 

Por que a igreja católica usa incenso na sua liturgia?

O incenso é a presença odorífera de Nosso Senhor e seu uso na Liturgia acrescenta uma aura de solenidade. A imagem e o odor da fumaça reforçam a transcendência da Missa, que liga o Céu à Terra e permite que entremos na presença de Deus.



Festum In Ascensione Domine.

terça-feira, 13 de outubro de 2020

A longa e a curta estrada da vida...


É longa a estrada da vida para alguns. Pena que esses são os que menos aproveitam os ensinamentos que os longos anos da vida lhe dão. Parece que aqueles que têm uma vida cuja estrada é curta, sabem melhor aproveitar o tempo, a caminhada, as paisagens e os ensinamentos que se lhes aparecem.

Até um certo tempo, a caminhada é patrocinada pelos pais. Mas temos colegas de escola, vizinhos, gente que vem e vai, com quem mantemos contato, pessoas que observamos por onde andamos, jeitos, comportamentos, ideias, modo de se vestir, falar, olhar e entrar em uma conversa e o modo de dela sair. Com jeito ou abruptamente, sem um até logo, ou sem um foi um prazer estar ou ter conversado com você. É tudo muito rústico ou, para o deleito do nosso coração e da nossa alma, é tudo muito generoso, amável e delicado.

Essa observação de como o mundo gira através das pessoas, seus gestos, atos, jeitos e modos, chamamos de escola da vida. mas também podemos incluir os fenômenos da natureza, o comportamento dos bichos, dos outros seres vivos, tipo árvores, rios, oceanos, ventos, vulcões, estações...

Se todos se dessem conta de que a escola da vida é um extraordinário lugar para se aprender excepcionais lições de vida, coisas que iluminam, verdades que dão alegrias, luzes que mostram os caminhos certos, sorrisos que encantam, palavras que dignificam e encorajam, abraços que acolhem, mãos que afagam, à essas coisas dedicar-se-ia, preferencialmente a elas, sem ocupar seu precioso tempo com tudo aquilo que tem antagonismos com essa forma divina de viver, levemente descrita anteriormente, onde existe a alegria e a paz para o coração.

De onde vimos e para onde estamos indo, eis a questão. E os rumos eles são dados pela gênese da origem de cada um. A genética, o genótipo, é responsável por quase 60% de tudo aquilo que somos, senão 50%, como querem alguns. O meio, o fenótipo, interfere apenas uma parte, a menor, ou então, como querem alguns, em 50%. Assim, quando você nasce, sua carga social, política, humana já foi definida pela herança hereditária que você carrega nos seus gens, perpassada pelos seus ascendentes. Se tem que mudar, seu gênio, a tendência de se locupletar facilmente, deixar de ser um cleptomaníaco, ser prepotente e opressor, mal caráter e egoísta, vai ter que trabalhar muito a sua pessoa, através do conhecimentos das virtudes e dos valores que aperfeiçoam o ser obtuso e tosco com o qual nascemos e o carregamos desde o berço.

Não me ocorre agora qual foi o Papa nem sua Encíclica, onde ele afirmou que os seres de Deus nascem como indivíduos, vindo a se transformar em pessoas, com o passar do tempo, quando busca sua elevação espiritual, através dos ensinamentos sagrados.

O filósofo do personalismo, Emmanuel Mounier, diz que para entender o ser humano como pessoa é entender o valor absoluto do humano, ou seja, como finalidade de organização politica. Por estar inserida no mundo, a pessoa sofre as ações dos outros e age transformando aquilo que está à sua volta e, por consequência, transformando a si mesmo.


(...)

Continua

- jose valdir pereira - 











 

segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Amor verdadeiro...

 

                                  O amor verdadeiro está onde existe admiração, um pelo outro!

 

A palavra mágica é admiração. Sim! Outro dia ouvi alguém dizer que enquanto houver admiração de um pelo outro, o amor entre os dois perdura.

 Certo dia fui à praia. Num determinado momento vi uma senhora passando protetor solar no corpo do seu companheiro, enquanto ele saboreava água de coco.

 Uma outra cena espetacular foi ver o carinho que um cidadão dispensava à sua família. Após o garçom trazer a comida à mesa, o pai, esse admirável cidadão, começou a servir a comida às crianças e até mesmo à sua companheira. Em seguida, cada um serviu-se à vontade, acrescentando algo mais ao seu prato. 

Já li algo que aconteceu entre dois velhinhos. Ao dizer ao esposo que naquele dia ela ia comer a casca do pão, porque a vida inteira comera o miolo, isto porque pensara que seu esposo adorava a casca, seu esposo lhe confessou que sempre comera a casca porque pensava que ela adorava o miolo.

 Observe atentamente ao seu redor o que acontece. Quer seja num restaurante, num cinema, num ônibus, onde for possível observar o comportamento dos casais, observe. Sempre você vai encontrar verdadeiras declarações, demonstrações de admiração, ou seja, de amor.

 Para que alguém ame outro alguém é preciso que haja admiração de um pelo outro. Admirar suscita respeito, carinho, cuidado e amor. Se você não é admirado, se o seu bem não lhe dá atenção e não se importa com o seu bem estar, com sua felicidade, ele não lhe ama. Mas, se ele insistir, dizendo que lhe ama e que assim age porque este é o seu jeito de amar, diga-lhe, então, para fazer uma reciclagem ou que vá amar a quem gosta de assim ser amado. Assim, ambos vão se dar bem. Ele e sua nova amada.

 Afaste-se de quem possa lhe fazer infeliz. A beleza, a riqueza material, a elegância, a fluência verbal, a polidez social, e gentileza em público, nada disso garante que alguém é capaz de amar e fazer alguém feliz. Porque tem que haver admiração um pelo outro. Esta sim, se encarregará de dar a beleza, a riqueza, a elegância e tudo o mais que for imprescindível para que haja felicidade no relacionamento.

 Quem ama é gentil, dócil, meigo, educado, elegante e amável com a pessoa amada, o tempo todo. Não só uma vez ou outra, em público ou nos arrependimentos. Se seu amado ou sua amada não for isso tudo com você, desista. Não seja masoquista. Se alguém disser que lhe ama e jamais teve a intenção, pelo menos a intenção, de abrir a porta do carro para você entrar, ajeitar a cadeira da mesa para você se sentar à mesa, servir-se tão somente depois de você, uma vez ou outra lhe dar flores, as que você mais gosta, presenteá-la de vez em quando, nem que seja com uma simples lembrancinha, fazer gestos que só os cavalheiros são capazes, como beijar-lhe as mãos, oferecer-lhe a mão para apoiá-la no afrontamento dos obstáculos, como subir uma escada, descer do carro, servir-lhe, com doçura uma taça de vinho, licor...Desista! Você está diante de um hábil tosco. E vai sofrer. Sim, porque ávida e tomada por todos esses desejos que culmina no fato de ser tratada como uma dama...E se no seu par, no seu pretendente, nada disso encontrar, amarga decepção. Mas o problema é que você já o ama e pra se livrar das amarras do coração, vai ter que sofrer um pouco pra conseguir.

 Ah, não se esqueça. Há quem usa disfarces. Há também aquela possibilidade de você se apaixonar por um verdadeiro ditador, sem que perceba, já que, no limiar, o falso príncipe é manso, e cordeirinho e anjinho perdem feio para seu cortejador, enquanto vive às vezes da conquista.

 Uma forma de você evitar sofrimentos futuros é se afastar dos “cascas grossas”, dos toscos, procurar identificar os falsos príncipes e ter paciência. Não é certo sofrer várias experiências negativas no amor, só porque queremos fugir da solidão. Já dizia nossos avós: “antes só do que mal acompanhado!”.

 E não se iluda. Essa de dizer que é só por uma noite... E se, de repente, você se amar por alguém que não teria nada mais a lhe oferecer, além de um pouco de prazer sexual? Evite as más companhias, as aventuras amorosas e o desespero do ninho vazio. Da mesma forma que você curte sua solidão, alguém passa pelo mesmo... Quem sabe (tudo é possível), hão de se encontrar...um dia? Pelo menos, neste caso, na solidão, não há ressaca, nem arrependimentos e nem dor advinda de desenganos, desilusões e despedidas, umas inexplicáveis, outras óbvias.

 Lembre-se: o amor está onde existe admiração, um pelo outro. Pergunte a pessoa que você ama, se ela lhe admira. Aliás, nem é preciso perguntar, se você a sente que ela o ama...

E ela, é feliz?

 (jose valdir pereira)


                                              The Good Book by Gladys Roldan-de-Moras


Corre...

 

 CORRE...


      Corre, segura teus sonhos de amar e vive por várias vezes nos braços do teu amor...
Conta, então, quantas vezes vais ser amada...
...e quantas vezes vais amar...
...e quantas vezes vais dizer: meu amor...
E quantas vezes vais ouvir: minha doce amada...
Corre para os braços abertos do teu amado... sorri...
Espalha teu contentamento...
...deixa que as flores perfumem teu corpo, tuas mãos acariciem teus anos de amor e de amante...
Não deixa que o sol te engane fazendo o dia clarear e te anunciando o fim do amor com o amanhecer...
Não acaba com a noite,nem com o dia...o amor não tem tempo para acabar, porque quem o faz é o coração...
então ouve teu coração...
O que ele diz?
Não consegues conversar com o teu coração, ainda?
Não aprendestes sua linguagem?
Deita, fecha os olhos e, no silêncio dual de vocês, ouça teu coração e ele te dirá o caminho, o tempo do amor...a face do amado...
É o que tu vês que tu sentes; mas é, também, o que tu sentes, que vês?
É o que tu queres?
O que disse teu coração? Dúvidas?
Não, quem faz a dúvida é a razão, a consciência tem disso...
Serve para digladiar com o coração, quando este já se decidiu...e está cheio de felicidade, de alegria...aí vem a razão e corta...pela raiz...
Não podes seguir os dois...O caminho é uma opção...
Vês os dois caminhos? Tens dúvidas qual seguir, se o da razão ou o do coração?
Segue o caminho do coração, porque o amor não mora numa fortaleza, a exemplo da razão, senhora altiva, fria e calculista, que tem fortes e bem aparelhados exércitos, raios e todos os titãs prontos para defendê-la, protegê-la, sob quaisquer circunstâncias;
o amor, ao contrário, romântico e sem perceber as sutilezas da vida, mora numa casinha de palha, protegida por duendes, fadas, anjos e rodeada de flores, protegida pela ternura, pela meiguice, pela gentileza, pela bondade e por belas canções; e tudo para acolher o sensível coração; mas está sempre à mercê de tempestades, temporais, incêndios e trovoadas...
Por quê?
Porque o amor é assim!

(jose valdir pereira)



“Love poetry” - Yuri Krotov, oil on canvas, 2014

Dia das crianças...

 

ÀS CRIANÇAS, FELIZ DIA DAS CRIANÇAS

 

Difícil não entender assim: crianças são como flores em um jardim, onde temos muita vida, muita alegria, muita beleza e muito amor!

Precisam de cuidados! Muita atenção e muita dedicação devemos ter em sua educação, formação e em seu crescimento e desenvolvimento físico, mental e social.

Para termos, no amanhã, homens sadios e mais equilibrados, cidadãos conscientes no exercício de seus direitos e deveres, mais românticos e felizes.

Que Deus nos ilumine na arte de educar e abençoe nossas crianças na arte de viver.

 

- jose valdir pereira -





domingo, 11 de outubro de 2020

O que é prosa

 

Prosa

Há duas formas de entender o que é prosa: na primeira, ela significa a expressão natural da linguagem, ou seja, é forma de falar e de escrever sem as necessidades estéticas pedidas pelo "poema". Na segunda, ela é um gênero literário em que o autor escreve em parágrafos, no qual pode ser dividida em prosa narrativa e prosa demonstrativa.

Prosa narrativa: é um texto que possui uma história ficcional, como contos, romances, novelas e prosas poéticas.

Prosa demonstrativa: também conhecida como prosa não-literária, é utilizado para conteúdo que são mais didáticos, como textos técnicos e jornalísticos, ensaios, diálogos e cartas.


Crédito: Isabela Giordan, Jornalista Revista Quero