amor

amor
Do amor divino. Do amor poético. Quando estamos guiados pelo amor de Deus, tudo encerra muita alegria e muita paz!

sábado, 29 de fevereiro de 2020

DO LEDO ENGANO DE QUEM NÃO ENXERGA COM O CORAÇÃO

Quando pensamos que a possuímos, é quando menos a temos.
É como quando se está debaixo do sol, sem sinal de chuva e, de repente, ela cai torrencialmente, em um inesperado momento, do dia ou da noite.
Não se sabe existir outro lugar onde a imprevisibilidade mora, senão no coração de uma mulher.
Olhe para o céu e veja a nuvem que passa. daqui a pouco olhe de novo e verá a mesma nuvem, diferente de como a poucos instantes se mostrou. Assim, é o coração de uma mulher.
Jamais acredite que tem o a mor de uma mulher. Não há nada mais incerto que alguém acreditar nessa assertiva.
Só há uma mulher que é tudo que diz e é tudo que você pensa sobre ela.
A sua amada, aquela que você ama e aquela o ama e que sempre lhe deu provas disso!

- jose valdir pereira -


Sir Anthony Van Dyck (detail)
Muitos podem não estar familiarizados com a história de Salomé, e aqueles que não o conhecem provavelmente não sabem exatamente o que estão vendo ao olhar diretamente para essa pintura. Antes de tudo, o artista Paul Antoine de la Boulaye realmente possuía um talento extraordinário para dar a suas mulheres uma expressão sutil, porém legível. Aqui vemos o que você supõe - e parcialmente corrige - uma jovem dançarina de coração leve. Uma garota aparentemente mais infantil que sensual. Isso, no entanto, contrasta fortemente com a história do infame Salomé. Uma jovem cuja bela dança erótica agradou tanto ao rei que ele concedeu o desejo de colocar a cabeça de João Batista em uma bandeja. Quando combinada com a descrição "um ícone de perigosa sedução feminina", esta pintura não a sustenta exatamente. Esta pintura é um exemplo perfeito de como conhecer a história por trás de uma obra de arte pode ser a chave para "ler nas entrelinhas" das pinturas.


 Salomé, 1909, by Paul Antoine de la Boulaye (1849-1926)


Salomé, 1909, by Paul Antoine de la Boulaye (1849-1926)


KENNEDY E JAQUELINE

Quando chegaram à Casa Branca, se apaixonaram novamente. —Oleg Cassini

Eles eram muito parecidos. Até os nomes - Jack e Jackie: duas metades de um único todo. Ambos eram atores e apreciavam o desempenho um do outro. —Lem Billings

Jack era o amor da minha vida. Ninguém nunca saberá que uma grande parte de mim morreu com ele. - Jackie

De todas as mulheres que eu já conheci, havia apenas uma com quem eu poderia me casar - e eu casei com ela. Jack

Havia uma ternura crescente. Eu acho que o casamento deles estava realmente começando a funcionar no final. - Roswell Gilpatric

Eu deveria ter imaginado que seria demais envelhecer com ele e ver nossos filhos crescerem juntos. Então agora ele é uma lenda, quando ele preferiria ser homem. - Jackie

Kenndy e Jacqueline

VIVER O AMOR, NO JEITO CERTO E NO AVESSO


Rompes a leveza da noite e a ternura dos meus pensamentos, 
quando deito-me ao teu lado e me levas ao teu corpo, 
submetendo-me à doçura suave dos teus intentos fugazes e céleres...

Já tomado pelos desejos incontidos, antes das tuas amáveis investidas, 
dou-me, sobriamente, aos poucos, aos teus impulsivos desejos, 
nem tanto da alma e do coração, mas da carne, 
que diz da tua fome, de querer dar-me e receber intenso e demasiado amor...

Vais dar-me todo, e por completo, à loucura, a que couber no teu instinto selvagem, 
do jeito que me tomas, como a querer que te desbrave, 
de ponta a ponta, entre os estremos, até que nos teus alaridos, 
eu veja que é chegada a hora do teu arrefecimento e da tua entrega, 
no teu extasiado momento...


Viril e loba, de energia inesgotável, sem silêncio, 
mas sem escândalo, fazes com que a noite seja plena de prazer 
e da tua concupiscência, 
seja eu teu usufruto, tua ventura e teu prazer.

E por que não, se é a ti que quero, 
se é a ti que venero, na tua pequena e profunda entrega, 
enquanto todos os beijos se realizam, 
os dedos se deslizam e tomam os caminhos certos, 
ante os teus encaminhamentos e profícuos manifestos...

Eu brado e tu me sentes e, instigada, percorres os caminhos mais sagrados, 
em busca do melhor prazer, da melhor acolhida e dos melhores gemidos que, 
tempestivamente, saem da tua boca, do teu corpo e do teu coração...


Já domada e dominada por tua mente determinada, 
me fazes me entregar-me a ti, esmaecido e vencido, 
como se tivesse sido açoitado pelas vontades que desferias, impetuosamente, 
pouco comedida e na extremidade da tua louca e desvairada paixão...


Não querer-te desse jeito, 
e não saber te amar e ser amado assim, 
é não querer viver o amor de todas as maneiras, 
no jeito certo e no avesso, sem fim.



- jose valdir pereira -

Pintura: Elaine with the Armour of Launcelot (detail, 1867) Arthur Hughes


sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020


O QUE SERIA 

O que seríamos sem as flores...
O que seria do homem sem as mulheres...
O que seria dos filhos sem as mães...
O que seria da terra sem o sol...
O que seria dos mares sem os rios...
O que seria de Deus sem amor...
O que seria da noite sem as estrelas...
O que seria minha vida sem o amor da amada!

- JOSE VALDIR PEREIRA - 



Não se desvencilhe e se deixe ser alinhavado pelos dizeres do doutor de verão...
Quando a chuva chega, ela os varre e com ele sua sabedoria, seu sermão. Tudo, então, em vão.
Só há uma palavra sábia e a seguir. E isso vem sendo dito há muitos e muitos anos.
Só não a segue, os que têm a missão de destruir o amor que há em cada coração.
Não é difícil identificá-los. Está no olhar o fogo que os alimenta, a luz que os ilumina. Por isso, não nos olham nos olhos e com os olhos. Enxergam-nos com o poder da tosca e demoníaca razão.
E nos mostram o caminho da escuridão.
Acenda as luzes com a palavra de Deus e ilumine o seu caminho.

- jose valdir pereira -


quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020


UM CERTO DIA, UMA GRANDE AMIGA PARTIU. FOI ESTAR COM O PAI ETERNO.
Ela era bela como esta flor.
Neste dia, escrevi este poema pra ela. Deixou muita saudade.


A CARTA QUE HÁS DE LER, UM DIA...
Por jose valdir pereira

Não digas que eu morri, quando eu morrer, nem que eu parti, quando eu me ausentar-me de ti. Digas apenas que fui caminhar pelas colinas, por trás dos montes, ver de perto o amanhecer e as nuvens branquinhas, a canção dos pássaros que vivem pertinho do céu; o sabor do manja, das frutas do jardim do universo;

Quando não mais souberes de mim e muitas flores surgirem como que fossem eu a surgir, sorrias sorrisos largos e faças uma festa para celebrar a paz e o amor, e tentes (exaustivamente) dizer o quanto amei; mas não digas que eu morri, simplesmente morri, pois que não é bem assim - hás de dizer, muitas vezes, que resolvi sair por aí, para conhecer, mais de perto, as façanhas de Deus, o amor que falam os ventos, do norte e do leste e do sul, ver, com o brilho nos olhos, o escorrer das águas nos igarapés e beber da água pura que cai da chuva, aquela daqueles pingos escorrendo por sobre os galhos e suas folhas, na inusitada e desconhecida selva da primavera, que nos espera, após esses outonos e invernos da vida - que passam, passam, que vão passando por nós, imperceptivelmente;

Não, não digas que há tristeza, que a vida enfim para mim terminou; que nada! Digas que é agora que tudo começa, que estou mais iluminado, próximo do bem e nele e dele realizando meus sonhos, meus ideais, desejos e fascínios; que, percorro os caminhos onde as flores e todos os seres vivos e inanimados, representam a completude de Deus, toda a grandeza do Seu amor e do nosso amor por Ele;

Peço-te que tomem meu lugar enquanto faço essa viagem, que há tempos precisava, as mais belas e deslumbrantes companhias que sempre me acolheram, com suas magníficas cores, seus inebriantes olores e toda alegria que encerravam suas majestosas e elegantes pétalas, meigas, suaves e macias;

Pela manhã, como se fossem aquelas manhãs de outrora, decerto saudosas manhãs, estarei pelo jardim acariciando com palavras, com os toques das minhas mãos, e com o meu olhar, as flores; as que ficarem, já que muitas, muitas outras estarão à beira do caminho que vou;

Digas, quando e se porventura perguntarem por onde estou, que cuido de outros jardins, de outras flores, porque é assim a vida de um jardineiro - das flores, da poesia, das palavras, do amor!

- jose valdir pereira -





Não te afastes da mulher sensata e virtuosa que te foi concedida no temor do Senhor; 
pois a graça de sua modéstia vale mais do que o ouro.
Eclesiástico 7:18


TEUS SEIOS
(para Carina)
Por onde começaria a esculturar a mais amada mulher que poderá um dia amar meu coração? Pelos seios. Por quê? Por que e quais? Grandes e cheios? Não! Adoro todos os seios.
Para mim é a janela de um coração feminino. Nada me atrai em uma mulher mais que seus seios. Se queres ver, vais ver-me a olhar, discretamente, teus seios.Na pontinho dos olhos.Mas lá estarei espreitando à tua mais bela expressão feminina.
No amor, quando e se um dia deixares eu te amar, irei até eles, mesmo que sutilmente, e mesmo que todo teu corpo oferecido, irei até eles e os saudarei com a ponta da minha língua já molhada pelas águas dos desejos que me despertarão.
Ao vê-los tenros, tesos e toda beleza entumecida e, eles, arrupiados, como que a dizer: toca-me com carinho. Toca-me com ternura e carinho.
De longe, estarei vendo em que ângulo poderão ser melhor vistos, com toda tua esplêndida e altiva postura, porque os levas, na tua faceira caminhada.
Verei se estão soltos, acolhidos ou bem escondidos dos meus olhos. E são tão poderosos, porque, logo dois, são tantas as tentações que me alucinam, que me farão adorá-los, mesmo tão perto dos meus lábios, da minha boca, dos meus dedos.
Apenas adorá-los, primeiro. E só tocá-los depois. Depois de reverenciá-los como fazem os súditos à realeza do amor!
Tenho, às vezes, a impressão que amo tanto a ti quanto amo teus seios. E queres me perguntar a quem amo mais? Há dúvidas em ti, quanto a quem amo mais? Mas isso não importa. Vais sentir que és tão amada quanto eles, porque se os toco, se os amo, se os venero, é por causa de ti. Por tua causa, os quero..
Ah, esses teus seios.Já os viste quão lindos são? Já sentiste o quanto instigam à contemplação do universo feminino? Dá-os aos olhos do mundo. Deixa que os vejam. Mas, que apenas os vejam como quem estivesse a se mostrar acanhadamente. Uma pontinha apenas para aparecer. Para que se mantenham enigmáticos, desejados e exclusivo para o teu amado e bem amado amor da tua vida. Não os deixe à toa, à vista, À mostra. Conserva-os como não se vê tua alma, teus pensamentos agora, e teus desejos.
(jose valdir pereira)


O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.
Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranquilas;
restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome.
Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem.
Preparas um banquete para mim à vista dos meus inimigos. Tu me honras, ungindo a minha cabeça com óleo e fazendo transbordar o meu cálice.
Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e voltarei à casa do Senhor enquanto eu viver.

Salmos 23:1-6



terça-feira, 25 de fevereiro de 2020






Fui moço, e agora sou velho; 
mas nunca vi desamparado o justo,
 nem a sua semente a mendigar o pão.

Compadece-se sempre, e empresta, 
e a sua semente é abençoada.

Aparta-te do mal e faze o bem; 
e terás morada para sempre.








Ó Deus, 
Cria em mim um coração puro, 
e renova em mim um espírito reto.


 Mamãe, a luz que sempre me alumiou


Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade.
Como cerva amorosa, e gazela graciosa, os seus seios te saciem todo o tempo; 
e pelo seu amor sejas atraído perpetuamente.


E porque, filho meu, te deixarias atrair por outra mulher, 
e te abraçarias ao peito de uma estranha?



Titania  ~ John Simmons (1823-1876)




Quando estou em Porto Velho, quando não participo da santa missa, aos domingos, 
na Igreja Nossa Senhora do Rosário, participo da missa, às segundas-feiras, 
na Catedral do Sagrado Coração de Jesus.
É um majestoso monumento da Santa Igreja Católica Apostólica Romana.
Agora, depois da reforma, ficou mais bonita.




segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020


DESSE OLHAR, VEM O AMOR MAIS PURO E LIBERTO
É a ternura que se desencanta e aparece para que o amor
resplandeça na luz do olhar, ele cheio da benignidade divina do coração...
De resto, apenas o desejo se veste de doçura para caber no abraço caloroso da amada...
A amada, que se deixa aparecer nua, com a alma ainda pura e a pele virgem, qual flor desabrochando, tomando para si todos os desejos que aflora no coração que a corteja...
É dessa maneira que o teu ser se abre para a acolhida da terna meiguice que egressa do teu coração, depois que foste semeada, cuidada, e, em forma de amada viçosa, te expões aos encantos de quem se deleita com os manás que se soltam das mãos de Deus, quando vê o momento de abrir as portas do céu para a realização do amor.
(...)
Já preparado para o amor, cheio do romantismo e lirismo, tão escassos e distantes nos tempos hodiernos, estendo meus braços para te receber como preferes, de me por, do mesmo jeito que te pões para viver o amor, o nosso!
- jose valdir pereira -



ADORO ESSA ÉPOCA DE CARNAVAL..

É quando estudo mais,
leio mais, amo mais,
durmo mais, sonho mais,
faço grandes planos,
escrevo mais, dou uma geral no escritório...

Curto mais meu lar, meus amores,
meus amigos, minha fé, e minhas flores.

Uma reflexão aqui, outra acolá,
retoco a vida aqui, me projeto mais pra frente,
vejo se está tudo em ordem, tudo no lugar,
se estou amando como devia
e se sou amado como estou a esperar.

E no final de tudo,
sinto-me mais fortalecido, iluminado,
a fé reforçada, o amor pelas criaturas de Deus mais intenso,
a poesia mais amada, as artes, de um modo geral,
entoada e o caminho livre para profícuas e longas caminhadas, sozinho ou acompanhado, no querer de Deus, do e no jeito que Ele determinar.

Não serei teu parceiro por vontade própria, mas pelo gosto de Deus!

- jose valdir pereira -






"Ninguém nunca me tomou de mim, a não ser você!"
- jose valdir pereira - 


domingo, 23 de fevereiro de 2020


Corre, segura teus sonhos de amar 
e vive por várias vezes nos braços do teu amor.

Conta, então, quantas vezes vais ser amada.
E quantas vezes vais amar... 
E quantas vezes vais dizer: meu amor...
E quantas vezes vais ouvir: minha doce amada.


Corre para os braços abertos do teu amado. Sorri.
Espalha teu contentamento.
Deixa que as flores perfumem teu corpo, 
tuas mãos acariciem teus anos de amor e de amante.

Não deixa que o sol te engane fazendo o dia clarear 
e te anunciando o fim do amor com o amanhecer...
Não acaba com a noite, nem com o dia.
O amor não tem tempo para acabar, 
porque quem o faz é o coração. Então ouve teu coração.
O que ele diz?

Não consegues conversar com o teu coração, ainda?
Não aprendestes sua linguagem?


Deita, fecha os olhos e, no silêncio dual de vocês, 
ouça teu coração e ele te dirá o caminho, o tempo do amor.
A face do amado.
É o que tu vês que tu sentes; mas é, também, o que tu sentes, que vês?
É o que tu queres?
O que disse teu coração? Dúvidas?


Não, quem faz a dúvida é a razão, a consciência tem disso...
Serve para digladiar com o coração, quando este já se decidiu...e está cheio de felicidade, de alegria...aí vem a razão e corta...pela raiz...


Não podes seguir os dois...O caminho é uma opção...
Vês os dois caminhos? Tens dúvidas qual seguir, se o da razão ou o do coração?
Segue o caminho do coração, porque o amor não mora numa fortaleza, a exemplo da razão, senhora altiva, fria e calculista, que tem fortes e bem aparelhados exércitos, raios e todos os titãs prontos para defendê-la, protegê-la, sob quaisquer circunstâncias; 


O amor, ao contrário, romântico e sem perceber as sutilezas da vida, mora numa casinha de palha, protegida por duendes, fadas, anjos e rodeada de flores, protegida pela ternura, pela meiguice, pela gentileza, pela bondade e por belas canções; 


e tudo para acolher o sensível coração; mas está sempre à mercê de tempestades, temporais, incêndios e trovoadas...
Por que?
Porque o amor é assim!


(jose valdir pereira)




Princess Grace of Monaco photographed by Sam Lévin in 1972.


Em tudo, temos que pensar nos limites, infelizmente.
Até amar alguém, requer que pensemos, porque há a possibilidade de sermos maltratados pela falta de amor de quem amamos.
Apenas sonhar é um fazer sem limites. E pensar e desejar, também.
As pessoas são incompletas, cheias de carências, 
de esquisitices, e, algumas, são más.
Difícil saber quem é quem nesse vasto universo de Deus que, 
embora nos tenha dado o livre arbítrio, nos deu, isso sim, 
o peso de termos que saber fazer escolhas, o que nem sempre sabemos.


jose valdir pereira






Dizem que as mulheres são belas flores, 
mas que a flores levam uma pequena vantagem sobre elas: 
não falam. Simplesmente exalam o perfume que lhes roubam.


sábado, 22 de fevereiro de 2020



Alguns dias atrás, estava em Porto Velho.
Cidade quente, calor terrível, mal administrada e sem avanços nas áreas da educação, cultura, esportes e lazer. Só a economia vai bem, mas uns poucos enriquecem e a maioria continua pobre. Mas este é o retrato do Brasil.

Cheguei aqui em Fortaleza e encontrei a cidade toda revirada. É obra pra tudo que é canto.
O trânsito, por isso, fica infernal.





MAIS UM LIVRO, O 11º.
EM BREVE, O 12º
agora, um livro de contos (gênero narrativo)
O livro inédito, gênero narrativo (romance), está sendo ultimado. No gênero épico ou narrativo há a presença de um narrador, responsável por contar uma história na qual as personagens atuam em um determinado espaço e tempo.
Este livro será o 13º
Então, a partir daí, você poderá referir-se a mim, como: o poeta, o romancista, o contista, o biógrafo...


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020



Uma deusa é assim: longe, perto, com ou sem, ausente ou presente, pela manhã ou já perto da noite, sustenta a sabedoria, a realeza, a nobreza, a beleza, o ser amável, carinhoso e desejado. 

(Jose Valdir pereira)



quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

LEVANTA-TE!

Levanta-te!
Já preparei o dia para ti
Vai arar a terra e semear teu trigo
ganharás teu pão

Levanta-se
Já preparei o teu dia
Tome a leitura do livro sagrado
guarda minhas palavras 
e as usa no teu fazer e no teu pensar

Levanta-te
Há abundância lá fora
Tudo eu te dei
senão souberes cuidar,
em pouco tempo nada mais restará,
a não ser o sol causticante,
a floresta dizimada e a fartura escassa.

Levanta-te!
 (...)

- jose valdir pereira - 


terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

                               Se não pode se livrar dela, aprenda a conviver com ela!
- jose valdir pereira - 




Tudo que possa existir em nós e por nós deve ser fruto do amor
- jose valdir pereira - 




Pequei todas as vezes que não te dei uma rosa quando nos encontramos


domingo, 16 de fevereiro de 2020



RETORNANDO À FORTALEZA

Hoje retorno à Fortaleza, depois de longos 3 meses de estada em Porto Velho-RO
Aqui estive para ajudar minha irmã nos cuidados que ela estava tendo com nosso pai, 
que vivia momentos de saúde graves.
Infelizmente, não deu para vê-lo recuperado, 
vindo a partir para os braços de Deus, 
no final de dezembro.

Agora, depois de algumas providências tomadas com relação ao translado do corpo, 
pois quis que ele fosse sepultado no mesmo jazigo em que se encontra mamãe, em Fortaleza, 
bem como de outras relacionadas com meus outros compromissos de trabalho aqui em Porto Velho, retorno ao meu segundo lar, nossa querida Fortaleza.

A vida continua. E Deus por Guia, Luz e Amor.


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020




"Não raras às vezes, uma imagem, mesmo que extraída da memória, 
pode ajudar a amenizar o sofrimento 
de um momento em que somos tomados por uma dor inevitável 
- pode ser a imagem do suplício de Jesus Cristo na cruz, 
quando morreu para nos salvar; 
pode ser, também, qualquer imagem que represente a beleza da natureza, 
legado de Deus às suas criaturas. 
Por isso, temos que armazenar na nossa memória 
o máximo daquilo que representa as maravilhas da vida!

(josé valdir pereira)


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020


Na vida, é como na terra: todas as sementes brotam. 
Umas ervas do bem, outras ervas daninhas!"

(jose valdir pereira) 





Hoje no Mercado de Porto Velho.
Gosto muito de tomar café, bem cedinho aqui. Quando não é um delicioso mingau de tapioca, optamos por uma café com leite e um delicioso pão com manteiga.
Hoje comprei no Box do amigo que sempre nos recebe com um largo sorriso.


segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020


"A beleza que vemos no mundo exterior é diferente para cada um de nós, 
porque quem é a define é o coração!"

(josé valdir pereira)



sábado, 8 de fevereiro de 2020


DEUS SEJA LOUVADO

Papai era um homem bom.
Sua alma estava sempre cheia de luz, 
fruto do reflexo da sua fé em Deus, incontida.
De poucas palavras, de sorriso largo, às vezes, 
mas tinha um olhar que mostrava a pureza do seu coração.

De pouca escola, apenas o primário, 
foi senhor e rei no exercício da profissão que abraçou.
Sua profissão era não ter uma profissão, sequer.
Era cumpridor de tarefas, missões. Homem da roça. 
Tanto que a cidade lhe deu pouco, em relação ao que lhe dera o campo.

Viveu 92 anos. Quase chega aos 93. Faltou coisinha pouca.
Queria chegar aos 100, mas curvou-se ante à vontade de Deus, 
que o levou, três meses antes de completar a façanha.

Eu, o filho primogênito, o acompanhei a vida toda.
Viveu 70 anos ao lado da mamãe.
Os dois geraram 13 filhos dos quais 8 estão vivos para contar a história.
Mamãe, nos deixou em 2018.
Pedi aos irmãos que não dissessem a ele da partida da nossa mãe.
Em dezembro de 2019, ele partiu.
Talvez alguém deixou escapulir a verdade sobre nossa mãe e ele desistiu dos 100.
Parece que foi assim.
Hoje, com certeza, estão juntinho lá no céu.
Papai foi sempre um homem bom.
Agora, por isso, desfruta da companhia dos outros bons que vivem no céu.
Com certeza, ao lado da mamãe.
Deus seja louvado

- jose valdir pereira -