amor

amor
Do amor divino. Do amor poético. Quando estamos guiados pelo amor divino, tudo encerra muita alegria e muita paz!

sexta-feira, 18 de outubro de 2013




DE COMO ESTAMOS

Da felicidade que fomos outrora, já falei nos versos dos momentos que foram nossos.
Já foste comparada a uma rosa e, sem ti, a minha vida a uma triste solidão.
Já fomos amantes insaciáveis, transbordados de paixão.
O que dizer das vezes que já fomos, do amor que fizemos e de tudo do quanto ficou?

E hoje?
Ainda amigos-amantes, tocando a vida no amor que nos uniu, assim, 
querendo mais, sempre mais.

Meu coração:

Estamos indo nessa caminhada, vivendo a vida que somos.
Se distantes, a saudade nos une. Nela, somos presentes e o nosso amor cresce, torna-se invencível e nos leva aos desejos de nos querermos e desejar nunca mais ausentes tal como estamos.
- jose valdir pereira -














A nuvem, que no céu sem rumo segue levada pelo vento, 
curva-se ao senhor do seu destino, e, 
de tal forma,
  a borboleta que no campo procura, 
voa sutilmente em busca do néctar, senhor da sua existência.

- jose valdir pereira -









SINADELA


Só ternura.

Uma doce ternura.
Mas se desfez na ilusão da utopia.


A felicidade, por cruel ausência,

Deixou-a em agonia.


E ela, vazia, 

vaga por esse mundo, 
sendo de todos, 
sem ter ninguém...


Sina dela...










"Tudo está ao alcance das mãos quando se tem um bom coração"
- jose valdir pereira -