amor

amor
Do amor divino. Do amor poético. Quando estamos guiados pelo amor de Deus, tudo encerra muita alegria e muita paz!

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

O amor e as flores, as labaredas e as veredas da minha vida...

 

"O AMOR E AS FLORES, AS LABAREDAS E AS VEREDAS DA MINHA VIDA 

 E tudo por ti, mulher, a mais nobre obra divina, o esplendor que do coração de Deus floresceu!


"...E então, meu amor, deixa que, pelo menos, te beije através dos versos, com os quais digo do meu amor por ti, até que a noite descubra, revele, minha vontade incontrolável de te amar e não seja mais segredo, nem nos meus olhos, que vão te olhar, te amar, escandalosamente...

Vou te guardar para mim, mesmo nesta distância, meu lamento, até que seja possível afagar tuas mãos, beijar teus lábios e sentir teu corpo tocar o meu...E que não seja só versos, palavras e desejos ao vento...Pede meu coração que seja verdade o que dizes e, por isso, suplica que eu te ame sempre!

...E como e porque, meu doce amor, ir embora de ti, que tanto quero perto de mim? E o que nos deixa sutilmente com as mãos ainda não tão próximo da felicidade, é a distância que nos separa, porque não hesitaria em roubar um beijo teu! Com certeza seria o meu melhor atrevimento e o meu maior prazer. E como te quero... e porque tão longe estás, amor?

...Guardarei esse momento, a ti, principalmente, e tudo que veio de ti, até teus pensamentos, os mesmos meus, que nos fizeram percorrer o caminho do amor, mãos dadas, olhos nos olhos, beijos e sussurros ardentes, enquanto seguimos em direção ao infinito, porque não é desejo nosso que termine... E porque não estás perto de mim, beijo-te, tão-somente!"

(josé valdir pereira)






Nenhum comentário:

Postar um comentário