amor

amor
Do amor divino. Do amor poético. Quando estamos guiados pelo amor de Deus, tudo encerra muita alegria e muita paz!

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

 

Amar ou ser amado...

Alguns nascem para amar, outros para serem amados; poucos tem o privilégio de amar... E o que é melhor, amar ou ser amado? Sem dúvidas, é amar. Amar faz bem, rejuvenesce o coração e quem desfruta deste amoroso sentimento, está mais próximo da felicidade dos deuses. Quem verdadeiramente ama, sente a beleza e o perfume das flores e o quão é formidável o sorriso de uma criança, o azul que descortina o céu e o verde das águas claras do mar, que inebriam os corações.

 Quem ama, vive! O sabor da vida se lhe apresenta com mais grandeza, pureza e genuinidade; desvela a bela mulher no puro aconchego do coração e da alma e escorre por seu corpo a vontade intermitente de possuí-la por inteiro. Sabe aproveitar todas as sutilezas da vida, na menor expressão que denota existir; dos pingos d´água que caem quando da copiosa chuva, à luz de uma estrela cadente que risca o céu.

 Quem ama é mais viril, pueril, dócil, feliz, alegre e amigo, um amigo amor, amável e amante. E quem é amado, o que é? Só isso: amado! E ainda, às vezes duvida! Quem ama, tem convicção e tudo em si, se manifesta, por vezes, escandalosamente.

Quem ama está sempre feliz, porque tem a doce convicção que ama. O amado, às vezes, pela possibilidade de ter dúvida de que é amado, nesses instantes, não é feliz.

josé valdir pereira







Nenhum comentário:

Postar um comentário