terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

Quando a noite chega

 
 
Quando a noite chega, vejo mais de perto o teu esplendor!
O teu céu fala comigo e já não vejo tão distante, o mar. Nem teu corpo!
Tu desenhas outros desenhos, e me fazes ver a vida, mais esperançoso. Fico!
E não por muito tempo, virá um céu todo colorido de luz e alumiará meu coração.


Dar-me-ás, porque te peço, o silêncio, que se alastrará noite adentro, 
até que o dia se rompa aos gritos, e eu desperte atônito, 
sem saber o que me trouxeram os bons ventos.
Na tua quietude, encontro-me na ausência de mim, para retomar o caminho.


Dou-me à relva e molho-me no orvalho que deixou a madrugada 
para lembrar-me de ti até que a outra chegue. A madrugada. 
Quando só os que adoram a mansuetude da tua companhia, não fecham os olhos.


E tu vais vir mais formosa e perfumada, uma flor em botão, 
para florescer todas as sementes que guardas no teu corpo.
E eu, mais alucinado e ansioso pela chegada dos teus beijos, 
percorro teu corpo, e já te amo, soberbamente, 
de pensamento em pensamento.
 
- jose valdir pereira -


                                                                  Nice Oman

Nenhum comentário: