o poeta

o poeta
o poeta e sua mamãe

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Escolheste a mim





Escolheste a mim,
desajeitado e acostumado
com as coisas simples da vida,
pouco atrevido,
mas sem escrúpulo no 
exercício do amor.

Queres a mim,
sem rodeios e por completo,
possuir-me de qualquer forma,
em qualquer lugar.

Assim, mesmo com tanta roupa,
ou com pouca liberdade,
no meio dessa multidão,
que está a espreitar
o nosso iminente mergulho
nas profundezas do amor, me queres...
E é tanto amor...
(jose valdir pereira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário