o poeta

o poeta
o poeta e sua mamãe

quinta-feira, 2 de agosto de 2012




"Semeio flores todos os dias; 
para que possa ter a beleza e o perfume da vida,
sempre perto de mim...

Não dispenso um sorriso;
para que vejam que há bondade e alegria no meu coração...

Antes que me peçam, estendo-lhes as mãos,
para que sintam o amor que sai dos meus olhos,
que desejo compartilhar, em nome de Deus...

Amar, sempre amar, indistintamente...
(josé valdir pereira)





Nenhum comentário:

Postar um comentário