amor

amor
Do amor divino. Do amor poético. Quando estamos guiados pelo amor divino, tudo encerra muita alegria e muita paz!

quarta-feira, 29 de julho de 2020

O que me faz lembrar-me de ti...

 

Que me fazem lembrar de ti!

"Quando o entardecer chega de mansinho e a brisa do leste sopra meu rosto, lembro das tuas suaves e deliciosas mãos acariciando-me nas vezes em que me davas amor!

Lembro teus lábios sensuais, sedentos e molhados, em busca dos meus, que já tão buliçosos e afoitos, deixavam tudo acontecer...

Dos teus olhos, lembro, exaltados e enlevados, acendendo meu coração, deixando o teu em chamas...

Lembro-me de ti, quando o entardecer chega e o vento a tocar meu rosto.

E, também, quando amanhece, e vejo, no jardim, o orvalho da manhã no aconchego das flores.

Inolvidável às vezes em que, no jardim da nossa casa, borboletas e beija-flores exibiam gestos de carinho com as flores.

Alegres e saudosos momentos, são doces recordações que me fazem lembrar de ti."


(josé valdir pereira)




Nenhum comentário:

Postar um comentário