amor

amor
Do amor divino. Do amor poético. Quando estamos guiados pelo amor divino, tudo encerra muita alegria e muita paz!

quinta-feira, 23 de julho de 2020

O livro que escreverei um dia



Porque, meu velho, nem tudo
é como um bom livro,
desses que, de tão atraente e apetitoso,
uma vez iniciada a leitura,
terminá-la é uma questão de pouco tempo..

E não só! Será lido vezes e mais vezes, até que o amor,
as frases de amor, os versos de amor,
saibamos em que página estão,
e qual parte do livro é mais alucinante,
amoroso e surreal...

A música? Ah, a música ao contrário,
traz uma fome que para saciá-la,
só pouco a pouco, sem pressa, pois,
o que entra, vai descendo goela adentro, 
entrando aos poucos, penetrando, suavemente, 
pelas brechas da alma e do coração...

o livro, conta algo que,
apressadamente, quer-se saber,
e por isso o desassossego, de como tudo termina...
a música vai correndo pela alma,
passando por todas as partes até chegar ao coração,
eivada da mais pura ternura...

o livro traz a angústia de querer saber de como
tudo vai terminar...
a música faz esperar...
é para penetrar lentamente...
o livro faz correr as páginas,
no afã de um fim precoce...

 - jose valdir pereira –






Nenhum comentário:

Postar um comentário