amor

amor
Do amor divino. Do amor poético. Quando estamos guiados pelo amor divino, tudo encerra muita alegria e muita paz!

sábado, 25 de julho de 2020

Feliz aniversário, REBECA - Salve 21 de agosto de 2020 - 18 primaveras

Dia 21 de agosto próximo ela completará 18 anos. Que incrível. Quão bom é Deus e quantas bênçãos fomos dignos. Veio para ser uma filha amada, admirada e causadora de muitas alegrias. Dedicada e responsável, já chega as dezoito primaveras marcando nossa vida com grandes realizações. Foi uma criança divina, uma pré-adolescente maravilhosa e agora chega à sua maioridade. Um pai que tem uma filha cheia de virtudes, valores morais, comportamento exemplar, dedicada, estudiosa e já cheia de sonhos que fazem-na apontar para um horizonte eivado de consecuções existenciais, as mais belas e profícuas, tem motivos de sobra para ser feliz e agradecido a Deus por tudo que Ele oferece à sua abençoada filha e à sua família. Obrigado, Deus! Obrigado, Rebeca. Obrigado a todos que, de uma forma ou de outra, são responsáveis pela feliz caminhada da Rebeca. Não esquecer as orações e as preces da Vovó Maria Augusta que, quando aqui na terra, dizia sempre que o amor que sentia e tinha pela neta era incomensurável.



MENINA 
(para Rebeca – aniversário de 18 anos)
Inocência.
No olhar, a ternura;
no ser, a alma divina,
coração cândido, mãos firmes,
um caminho.
Na vida, pecado algum, toda pura.
Luzes, luzes, vida, luz, a chegar à selva, a humana, breve,
perto da linha, das fronteiras da existência - a chegar.

Deixar-se alheia às insinuações da vida, não deverá.
Vela, tão velada, segue sem ignorar o porvir, o amanhã a lhe bater à porta.
Vem, e tudo dela e nela e por ela a transforma. Agora, guarda a menina, aparece a moça.

Mas perdura a inocência, a ver o mundo com os olhos do amor. 
Mas precisa estar atenta aos alçapões espalhados pelos jeitos e gestos adversos dos comuns, 
para não ser presa fácil.

É que há outros palcos, outros cenários, enredos e avenidas diferentes;
personagens e protagonistas adversos. A luta não é só céu. É a vida.

Nem só lhes oferecerão pétalas de rosas para seus pés angelicais, nem só
o perfume das deusas, o manjar imperial.

Ela, uma pintura humana - um sopro de Deus - uma flor do Éden -
a majestade, a menina, a moça, a mulher - a filha - do bem - do amor,
precisa, agora, do seu próprio "ser" para vir a ser o que tanto deseja, almeja, vislumbra, sonha.

 (jose valdir pereira)

Rebeca D'Anne Marie


Um comentário:

  1. Parabéns, filha.
    Deus te abençoe.
    Que você consiga realizar todos os seus sonhos.
    Conte sempre comigo.

    ResponderExcluir