Livro infantojuvenil do poeta

Livro infantojuvenil do poeta
O MAIS RECENTE LIVRO DO POETA

segunda-feira, 4 de junho de 2012





Alucinações Desvairadas de um Maluco Normal Num Momento de Lucidez!

...E nesse tic tac da dispensa, ocorre que, me vem à cabeça, à noite, 
essa noite que escorre em forma de paz e que me dá a sensação de que estou sozinho no universo! Imperando, feito rei absoluto, bem acompanhado, porque eu sou, ainda, a minha melhor companhia!
Que bom! Assim, posso me amar melhor; ter mais tempo para mim e discutir melhor as minhas diferenças comigo mesmo e aplicar-me a pena que mereço!
Que bom, fazer amor comigo, dizer do quanto me amo, e ser todo ouvidos para mim; não ser comedido e fazer caretas no espelho, dizendo do quanto sou feio, ou, por outra, do quanto sou bonito, e me apaixonar, perdidamente, por mim!
Não suporto a idéia de que outra vez vai amanhecer e tudo vir, sorrateiramente, me engolir e despejar carradas pesadas de imundice sobre mim... e eu tudo novamente...
Que não haja dia; só um pouco de luz, para que eu me veja e possa me distinguir de mim mesmo, evitando, assim, uma guerrinha pessoal...É que, mesmo de noite, tem momentos que nem a mim eu suporto; essa minha pessoa, às vezes, me aborrece! 
Em certos momentos, fico intragável com a minha ausência de mim, e quando me procuro, querendo conversar um pouco comigo, não me encontro...Desespero!
Só um instante! Vou sair para ver se o dia está vindo...Coitada da noite e de mim, que gosto dela; somos engolidos pelo dia!
Quero que haja mais trevas e eu a me espiar, mais enamorado de mim, à meia luz, desconturbado esperando eu me amar um pouco mais. Muito mais! Estou me amando aquém. Mereço mais de mim! Amém...(josé valdir pereira)



Nenhum comentário:

Postar um comentário