o poeta

o poeta
o poeta e sua mamãe

sexta-feira, 18 de outubro de 2013







A nuvem, que no céu sem rumo segue levada pelo vento, 
curva-se ao senhor do seu destino, e, 
de tal forma,
  a borboleta que no campo procura, 
voa sutilmente em busca do néctar, senhor da sua existência.

- jose valdir pereira -







Nenhum comentário:

Postar um comentário