o poeta

o poeta
o poeta e sua mamãe

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012





 Um grande amor nasce, espontaneamente, da sutileza, 
da simplicidade, de um olhar tomado de amorosa ternura; 
não se deixe enganar pelas armadilhas da paixão; 
dura pouco, faz sofrer, o prazer não vale a pena!
 - jose valdir pereira -




Nenhum comentário:

Postar um comentário