o poeta

o poeta
o poeta e sua mamãe

quarta-feira, 26 de setembro de 2012






"Ainda que me apedrejem, meu amor, só terei olhos para ti; 
e, ainda que me tirem do peito o coração, te amarei com a alma,
e,incólume, meu amor, seguirei interminavelmente te amando...
Este será sempre o meu fim!"
(jose valdir pereira)


                                                              Pintura: Mark Arian


Nenhum comentário:

Postar um comentário